sábado, julho 19, 2008

Aposta no cavalo errado? Ou como se cultivam cebolas...

Preocupa-me um pouco a indiferença com que se trata Adu.
Preocupa-me pois foi um jogador que o ano passado em poucas oportunidades que teve, mostrou sempre boas qualidades e principalmente, foi produtivo.

Estranho principalmente pela forma como sempre se acarinhou outro jovem, Di Maria, dando-lhe inúmeras oportunidades, que a meu ver nunca as soube aproveitar convenientemente, nunca deslumbrou.

Não digo com isto que Di Maria não seja bom jogador. Mas neste momento não o acho melhor que Adu. Palavra, nem um pouco. Nas inúmeras oportunidades que teve o ano passado, não lhe vislumbrei melhorías, principalmente ao nível da objectividade do seu jogo.

Já se falarmos de Adu, se compararmos o fatídico jogo que fez com fernando santos e os outros que fez mais à frente, foi muito mais produtivo. Marcou golos, aliás golos importantes e até se mostrou alguém que não tem medo de assumir responsabilidades.

Até no perfil julgo que Adu ganha. Nunca ouviram de Adu uma palavra de desânimo, mesmo vetado ao ostracismo, mesmo tendo sido abandonado como opção. Manteve sempre o seu discurso de aprendizagem demonstrando uma humildade acima da média para um miúdo da sua idade e com os dotes que tem. E julgo que ninguém tem dúvidas que os tem.

Neste momento só alguém de má fé pode acreditar que Adu seja apenas um miúdo ganês sobrevalorizado pelos americanos. Nas poucas oportunidades que teve, mostrou-se à altura, disponível, esforçado e principalmente, objectivo - quantos golos marcou? Em quantos minutos?

Já Di Maria, desde o primeiro dia que o olho de esguelha. Ainda não tinha aterrado já dizia que era 1 anito cá e depois saltava para o Chelsea. Ainda há dias dizia que não fez uma má época (não digo que a tenha feito, mas também não acho que tenha grandes motivos de orgulho) e que sería (onde é que já ouvi isto?) mais um ano cá e depois ia para Espanha ou Inglaterra. Quem o ouvisse diría que tinha feito uma época de encher o olho, que tinha demonstrado sem sombras de dúvida o seu potencial. Quem viu os jogos durante o ano, apenas dirá que por enquanto, foi só fumaça, e muita dessa fumaça, pouco fumo fez.


Neste momento Di María sabe jogar à bola, mas não joga ainda futebol. Pelo menos não vejo que jogar futebol seja apenas umas correrias loucas e umas fintas inconsequentes. Tem ali enorme potencial, mas ainda não é um jogador.

Irrita-me profundamente jogadores que estão cá mas com a cabeça já à frente.
O Benfica tem de ter no plantel jogadores que queiram estar no Benfica. E até ver, com um tratamento semelhante, Adu quer ficar no Benfica. Não quererá por certo, se fôr tratado como foi esta época: com desconfiança e desprezo.

Adu é uma pérola, saibamos nós aproveitá-la. Adu, sempre que jogou pelo Benfica fez algo de produtivo. Sempre que joga pela sua selecção destaca-se. Que mais é preciso ele fazer para o quererem cá?

Cheira-me mais uma vez a jogos de poder de empresários. E neste aspecto de certezinha o empresário de Di Maria é mais forte.

Faz-me lembrar a história do João Pereira. O Benfica precisando de uma alternativa para a lateral direita, troca o João Pereira, que não sendo nenhum ronaldo sempre jogou bem com a nossa camisola, defendendo-a com unhas e dentes, tendo sido até dos poucos campeões dos últimos anos, vindo da nossa "cantera". Que fez o Benfica? Primeiro empresta-o, ficando nós apenas com Nélson que sem concorrência só fez m#$% e depois, o ano passado, conseguiu fazer pior, trocando-o pelo Luis Filipe.

Enoja-me ainda mais esta situação sabendo que este ano se trouxe de volta o jorge ribeiro que saiu da forma como todos sabem, tendo as atitudes que todos viram sempre que jogou contra o Glorioso.

Ou seja, tratamos com desprezo quem nos serve com gosto e sua a camisola e passamos a mão pela cabeça dos mercenários que nos cospem em cima.

Desta forma dificilmente somos respeitados. A verdade é que nem nos damos ao respeito nem nos fazemos respeitar.

O Di Maria até pode ser muito bom, mas neste momento não é produtivo e quando realmente o fôr, de certeza que rompe connosco de uma forma pouco compensatória e irá produzir para outras paragens mais $$atractivas$$. Faço-vos uma pergunta simples, como acham que tería agido Di Maria, como Léo ou como o rodriguez?

O Adu... pelos vistos nunca o saberemos, dada a forma vil como tentam empurrar para fora do Benfica. Ainda não lhe deram razões para se afeiçoar ao Benfica... falta o tal carinho que os jogadores também precisam. Também eles precisam saber que acreditam neles.

P.S. Quero acreditar que estou errado. Quero acreditar que o Rui vê mais à frente. Mas da mesma forma que foi o Rui que nos ofereceu o Pablo Aimar, é o Rui quem traz de volta o "argh" jorge ribeiro.

P.S.2: Muito bem falou Quique Flores, só devemos contar com quem está no Benfica de alma e coração. Um jogador que tem a cabeça em outras paragens não se concentra no Benfica, nunca renderá o máximo e precisamos que todos, todos mesmos dêem os 100%.

P.S.3: Oportuna a entrevista do nuno gomes hoje ao record, mais uma vez a dizer que esta época é que é, esta época é que vai render. Veremos qual será a desculpa usada no final do ano, quando mais uma vez não render. Espero sinceramente que para Quique não haja vacas sagradas, pois é inadmissível o que este senhor tem estado a fazer todos estes anos no Benfica. Ponto assente: um ponta de lança marca golos, o resto é conversa (e dedos a pentear o cabelinho).

5 Comments:

At 8:11 da tarde, Anonymous ricardo said...

Eu acho um erro enorme deixar sair o Adu. Mesmo que não seja titular, é uma óptima opção.

Quanto ao João Pereira também nunca percebi porque tantos benfiquista sempre o criticaram, sempre deu o que podia e tirando o jogo com o Boavista em que o campo esteve sempre inclinado, nunca nos comprometeu. É daquelas, desde aquela cena no jogo contra o sporting a imprensa nunca o largou e como os benfiquistas estranhamente vão sempre na conversa da imprensa, enfim. Já o Nuno Gomes, nunca percebi a boa imprensa que tem.

Mas que o Adu ir embora é mau, isso é...

 
At 8:13 da tarde, Anonymous semprecorrecto said...

O Di Maria é melhor que o Adu. O Di Maria é uma estrela e daqui a uns anos vai ser como o Cristiano Ronaldo, não tenho dúvidas. O Adu é um brinca na areia.

 
At 8:15 da tarde, Blogger dezazucr said...

se achas queo Adu é que é o brinca na areia, então temos visões diferentes, que eu saiba, o Adu o ano passado ainda marcou uns golos, decisivos por sinal (estrela, marítimo,...).
O Di Maria apenas marcou 1, quando o jogo até já estava resolvido, contra o nuremberga.

 
At 1:13 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Boa análise. Adu tem lugar na equipa actual, mesmo que não faça os 90m ser´a sempre um suplente de luxo e uma mais-valia para quando entrasse.

 
At 4:40 da tarde, Blogger klaud'u said...

Apenas discordo na apreciação do Nuno Gomes, e mais se eu pudesse decidir pelo Quique Flores, punha o Nuno sempre que o Benfica jogasse fora de casa, já que em casa ele é assobiado ao primeiro falhanço.
Na ultima temporada assisti a coisas do arco da velha, por exemplo assiti à idolateração do Di Maria que não fez nada de especial (nem tem muita vontade de cá estar ao que parece), e vi a injustiça com que tratam o nosso capitão. Ele falha golos, pois falha, mas também quantos de nós conseguiriam fazer algo da vida se em vez de nos apoiarem quando falhamos nos dessem pontapés.
Para finalizar, deixo um apelo, não aplaudam só quando a jogada é bonita, esses são os momentos em que menos se precisa ouvir o incentivo, e ser adepto é ter a coragem de num mau lance, numa má decisão, num golo falhado de baliza aberta, estar lá e dizer "Força na próxima vais conseguir" Seja ao Mantorras, ou ao Nuno Gomes.

 

Enviar um comentário

<< Home