segunda-feira, agosto 31, 2009

Boa sorte Adu!

Freddy Adu foi emprestado ao Belenenses. Para mim é uma excelente notícia.

Nunca percebi porque não se deram mais oportunidades a este jogador e ainda por cima se emprestou a uma equipa francesa. Recordo que Di Maria sempre fez asneiras e teve um sem número de oportunidades.

Emprestado a uma equipa portuguesa, poderá com alguma sorte ter mais oportunidades de jogar e ganhar calo no campeonato português.

E quem sabe não lhe acontece o mesmo que ao Fábio Coentrão? Torço por isso. Apenas precisa de um treinador que acredite e aposte nele, julgo que o talento e o faro de golo estão lá, como o provou de cada vez que entrou - recordo, assim de cabeça, os golos contra o Estrela, Setúbal e Marítimo.

Espero também que encare esta oportunidade realmente como uma oportunidade e faça das tripas coração para finalmente se afirmar, correndo o risco de ser uma eterna promessa perdida.

quinta-feira, agosto 27, 2009

Exigência

Não me contradigo quando invoco que a prioridade do Benfica deve ser o campeonato, não admitindo que se use a desculpa do desgaste na Uefa para justificar desaires no campeonato.
Repito, não admito que se use a desculpa do desgaste na Uefa para justificar desaires no campeonato. A prioridade deste Benfica tem de ser o Campeonato.

Espero sinceramente que este ano o Benfica dispute o título até à última jornada... e possas, que ganhe. Eu sei que isso pode ser mais difícil porque há um sem número de adversários, mas acredito sempre.

Dito isto, Jesus fez bem em poupar jogadores.

Agora os jogadores têm de ter o brio necessário para encararem estes jogos como oportunidades que poderão não se repetir. Não vou dizer nomes, mas há jogadores que poderíam ter aproveitado bem melhor este jogo.
E custou perder. Como custa sempre. Pior com equipas de nível bem inferior.
Custa-me a derrota como me custaría o empate.

Mais que a Mística, que é um conceito vago, o Benfica tem de recuperar o hábito de ganhar. E de ganhar sempre. Qualquer resultado que não seja ganhar, seja qual fôr o adversário, não pode ser satisfatório. O Benfica até se vinha habituando a ganhar pela pré-época, mas agora são jogos a sério. E é aí que o Benfica tem de se habituar a ganhar. Uma vitória atrás da outra. Pode até ser por 1-0, mas tem de ganhar sempre. E com um adversário deste nível podería ter continuado o hábito.
Mas o Benfica não ganhou. E quando não ganha é bom que mostre que quis o contrário e tentou.
Hoje, houve uma altura em que tentou, mas curiosamente, depois do 2-1, pareceu desligar-se. E é isso que me irrita.

Custa-me a derrota embora a custo a admita, em virtude do resultado da semana passada.

Bom, adiante.

Amanhã será o sorteio. E eu quero equipas fortes. O Benfica tem de se habituar a jogar com os mais fortes, a ganhar aos mais fortes. Até porque depois da fase de grupos só restam os mais fortes, saindo reforçados com as sobras da Champions League.
Equipas fortes são motivação para casa cheia e apanágio para os jogadores se extra-motivarem provocando boas exibições. Só temos a ganhar com isso. E também não quero ser eliminado por nenhum Metalist.

Os meus pedidos:

Pote 2: Celtic ou Everton

Pote 3: At. Bilbao ou Herta

Pote 4: Génova ou Rapid de Viena

Ao contrário de muitos, peço sempre as melhores equipas nos sorteios, acho que nos faz bem jogar com os melhores.

PS I - Já disse que a prioridade deve ser o campeonato?

PS II - Já disse que apesar disso espero não ser eliminado por nenhum Metalist, esperando no entanto menos uma campanha digna?

domingo, agosto 23, 2009

1-0 basta!

Jogo com o Guimarães é certinho: disputadinho, dificílimo, mas com vitória do Benfica.

Este jogo veio comprovar as dificuldades que teremos a cada jogo, com os adversários a fazerem bem o seu trabalho de casa e a saberem bem como travar este Benfica.

Jogo muito desinspirado de grande parte das unidades, sendo que Aimar falhando um meio-golo e Cardozo um penálti se destacaram.

Coentrão uns bons furos abaixo, mas a verdade é que ganhou a falta e marcou o livre que deu o golo. Sinceramente, não o tería tirado do 11.

Keirrisson tem de rever muita coisa, até porque eu pelo menos espero muito dele.

Ramirez a comprovar-se o rato de golo (3 remates, 1 golo) que é, grande entrada, grande golo, a fuzilar de cabeça!

Agora vem uma série de adversários mais acessíveis (setúbal, belenenses e leiria) em que é imperativo ganhar todos para acumular confiança para o ciclo difícil que se seguirá (equipas do sistema).

E agora Ramirez?

E agora, com Ramirez recuperado e já a mostrar entrosamento com a equipa, será que entra no 11?
Quem sai?
Coentrão parece querer agarrar com unhas e dentes o lugar, pelo que se vê nas exibições seguras que tem apresentado, Di Maria resolveu marcar, Aimar não me parece e Javi de pedra e cal.

Estas são as dores de cabeça que nós queremos, como colocar kms nas pernas de tantos bons jogadores.

No outro dia ouvia a entrevista do Álvaro Magalhães que dizia que naquele seu tempo os jogadores faziam de tudo para não sair do 11, até jogar lesionado se fosse o caso. Isto porque caso ficassem um jogo fora, a probabilidade do jogador que saltava do banco agarrar o lugar era muita. No exemplo, Álvaro competia com Pietra, que teve o azar de se lesionar... e não mais agarrou o lugar. Bons tempos... será que voltam?

Ah... já agora a minha opinião é que Coentrão fica no 11 e Ramirez entra na segunda parte. O que acham?

sexta-feira, agosto 21, 2009

E novamente damos meia hora ao adversário, colocando-nos a jeito.
Espero bem que tal não suceda face ao Guimarães, senão será mais do mesmo.

Só depois do golo a equipa arrancou para uma exibição de nível, acabando na goleada que até poderia ter sido mais ampla. Contra estas equipas tem de ser assim.

Já há muito tempo que o Benfica não despachava uma equipa assim na Uefa e até teve adversários para tal.

Perdoem-me os que babam pelo David Luiz, mas para mim, ele é o Di Maria dos centrais. É muito bom, tem o talento todo lá, mas por vezes tem falhas infantis. Toma várias vezes más opções, em situações em que devería dar o chutão não o dá quando em situações sem muita pressão despacha a bola à toa. Outras situações há em que sai incólume de uma situação, passa por um jogador e depois entrega a bola de forma desplicente, falhando passes. Hoje fez um grande jogo. Venham mais assim. A equipa ganha com isso.

De resto a mesma crítica a Di Maria. Tem tudo lá, mas por vezes exagera. Grande golo!

Depois há Quim. Ainda não foi verdadeiramente colocado à prova, dado ainda nenhum adversário ter feito algum remate enquadrado à baliza (bom sinal, não?). No entanto o Quim enerva-me pelo tempo que demora sempre a colocar a bola em jogo. Dass, o gajo tá a jogar no Benfica e mesmo assim perde tempo? E depois é sempre o chutão para a frente, que acaba quase sempre com a bola no adversário. Sair a jogar, é o que a equipa tem tentado fazer Quim, capiche? Até o Luisão já percebeu isso.

Entretanto, tirando o pormenor dos cruzamentos para a nossa área criarem sempre o pânico, julgo que a equipa tem defendido muito bem, como equipa, o que explica o facto de, como já mencionei ainda ninguém ter conseguido um remate enquadrado à nossa baliza.

De positivo, mais um grande jogo de Coentrão -
tanta porradinha apanha este rapaz, a confirmar que a luta será grande - e agora, ele sai da equipa para entrar Ramirez? Quem sai para entrar Coentrão?

Ah... e mais um grande jogo de Aimar. Sempre foi dos meus jogadores favoritos e está a dar razão ao Rui Costa quando veio a terreiro defendê-lo a meio da época: "Compramos Aimar não só para esta época, mas para 4!". Espero que mantenha e supere o nível.

De positivo também o facto de Saviola ter marcado, um avançado, tirando o nuno gomes, vive de golos, sem eles joga triste, com eles está sempre mais em jogo.

De resto, este era um jogo em que o Benfica tinha obrigação de golear, o que acabou por fazer com classe. Da mesma forma que também tinha obrigação de ganhar ao Marítimo, com ou sem árbitro, com ou sem anti-jogo. Não se pode desculpar porque o Benfica já sabe como se joga este campeonato. Já chega de desculpas esfarrapadas. Ou há dúvidas que ainda teremos muitos jogos assim este campeonato. Antes do jogo tinha mencionado ao saber que o porto tinha empatado: "Bem, com o porto empatado, tá garantido ou um pénalti ou uma expulsão". Tivemos sorte, não foi ninguém expulso.

A próxima batalha será contra o sempre aguerrido Guimarães. Não acredito que o Guimarães jogue declaradamente à defesa da forma como o Marítimo o fez, mas sei que normalmente os vimaranenses colocam uma bem maior intensidade e agressividade no jogo - que se preparem as canelas do Coentrão -
quantas faltas já sofreu este miúdo? O Saviola está a ser bem apresentado ao nosso campeonato.

A exemplo do Pedrov da Tertúlia Benfiquista, parafraseando o seu colega de blog Gwainir:
"
Venham os Pedros Henriques, os Carlos Xistras, os Olegários, os Lucílios, os Vítores Pereiras; mandem-nos os sumaríssimos, anulem-nos golos, tirem-nos foras de jogos inexistentes, expulsem-nos jogadores sem razão, cubram-nos de cartões amarelos, roubem-nos penalties atrás de penalties, assinalem-nos faltas à frente da nossa grande área em catadupa no final dos jogos, cortem-nos o fio de jogo com faltas inexistentes, não assinalem agressões sobre os nossos jogadores, inventem regras novas (dêem a lei da vantagem mas se for golo nosso voltem atrás; anulem golos limpos por mãos inexistentes de jogadores nossos que estão de costas, e depois de penalties não assinalados), sejam coniventes com o anti-jogo dos nossos adversários, provoquem os nossos jogadores, trocem de nós e da nossa massa associativa; aticem-nos capangas, façam de conta que não houve Apito Dourado, fabriquem histórias nos pasquins, inventem problemas no nosso balneário, persigam os nossos adeptos e os nossos dirigentes. Venham com tudo, ponham toda a carne no assador, venham todos e ao mesmo tempo se quiserem. Cá vos esperamos. Somos do BENFICA. Desistir não é uma opção"

segunda-feira, agosto 17, 2009

Vitórias morais?!?! Não obrigado!


Espero bem que não estejamos a caminhar para as vitórias morais, depois de um jogo em que só uma equipa quis jogar como atesta o facto dos 2 únicos remates do Marítimo terem sido proporcionados pelo árbitro. Primeiro num pénalti que caso o critério fosse honesto, tería sido seguido quando na jogada em que a bola de Weldon é cortada pelo braço do jogador do Marítimo. Segundo, num livre inventado pelo árbitro quando o Coentrão ganha na velocidade desarmando de forma limpa o jogador maritimense.
Enfim, adiante que já sabemos bem como são e serão as arbitragens portuguesas, como havia alertado no post anterior.

Do mais:

(-): É-me incompreensível a forma inadmissível e amorfa como decorreram os primeiros 30m. O Benfica tinha sempre a obrigação de entrar com tudo em cima, não só porque sabe que nos últimos 4 anos começou mal dando azo a que terminasse como terminou, mas também pelo facto de já saber do resultado dos adversários. Pôs-se a jeito. E o Benfica normalmente põe-se a jeito. Se o Benfica consegue fazer aquela 2ª parte, porque não a fez na 1ª? Pôs-se a jeito. Depois, bem, depois lamenta-se.

(+): Lesão de Carlos Martins. Para além de não gostar do jogador, do seu perfil de carteiro que atravessa meio campo com a bola quando toda a equipa está a jogar a 1, 2 toques ou pura e simplesmente complicativo, escolhendo quase sempre a pior opção de passe. Positivo também porque teve oportunidade de entrar FÁBIO COENTRÃO, que fez um senhor JOGAÇO!!! A atacar, a defender, na raça, na técnica, no brio - faltou o golo, mas a jogar assim, não tardará muito. Na retina fica o desarme ao jogador do Marítimo após ganhar em velocidade aos 82m em que o estúpido do árbitro marca livre e ainda o amarela.

(+/-): Aimar. Negativo na primeira parte em que se viu impotente para contagiar a equipa e, tirando aquele livre à barra - tal como Coentrão, os golos não querem nada com ele, pouco fez. Positivo na segunda parte, em que do quarteto de sulamericanos foi o único a puxar dos galões, com raides e bons passes - mesmo assim, abaixo do que vinha prometendo.

(-): Trio da frente. Comandados por um desinspiradíssimo Cardozo (espero que não se repita muitas mais vezes), Di Maria e Saviola nunca foram o que se esperava. Os dois últimos desapareceram vezes demais do jogo e o primeiro, até apareceu muitas vezes, mas invariavelmente borrou a pintura.

(+): Acerto de Jesus em Weldon - o meu irmão disse que vale 10 a 15 golos e eu concordo. Rápido e com vontade.

(-): David Luiz. Demasiadas vezes displicente. Parece o Di Maria dos defesas. O talento sabemos que está lá, mas ganha sempre a propensão para se emocionar e acabar na asneira.

(-): Cantos. Tantos e em praticamente todos surgiu em primeiro lugar o corte dos defesas. Quase sempre ao primeiro poste. Praticamente sempre mal. Do lado inverso o lance do penálti serviu para justificar o que já dizia: a exemplo dos restantes cruzamentos, bola na nossa área e é o pânico.

(+): Javi Garcia e Amorim. Se o primeiro está em todo o lado o segundo não lhe fica atrás. Certinho é certo, não é um Miguel a atacar, mas não me lembro de terem feito farinha do lado dele.

(-/-): Mais uma vez não ganhámos na estreia. Mais uma vez estivemos a correr atrás do prejuízo. Como não concebo nenhum resultado que não seja a vitória e sei que se continuarem os empates nada ganharemos, é preciso no próximo jogo duplicar o empenho e triplicar o acerto na baliza. Caso tal não suceda, Jesus não será muito diferente dos treinadores anteriores, não ganhando será sempre crucificado.

Não se pense com esta análise crua que eu tenha achado que o Benfica jogou mal. Pelo contrário, na 2ª parte até massacrou, com jogadas de estilo. Mas o jogo para além de acabar aos 90m, começa no segundo 1. E com tantos intervenientes duvidosos no jogo não nos podemos dar ao luxo de dar 30m de avanço para depois corrermos como sempre atrás do prejuízo.

Espero que no fim de semana seguinte seja diferente. Não quero vitórias morais.

domingo, agosto 16, 2009

O principal receio:


Para o resto estamos preparados, para estas abéculas é mais difícil.

Importantíssimo começar bem. Já não o fazemos desde o último título.
Não podemos passar novamente um ano inteiro a correr atrás do prejuízo.
Candeia que vai à frente ilumina 2 vezes.

sexta-feira, agosto 14, 2009

Só porque me apetece II


Outro velho!

.

Etiquetas: ,

quinta-feira, agosto 13, 2009

Eu já tenho... e tu?

segunda-feira, agosto 10, 2009

Só porque me apetece...


Olhó velho!!!

.

Etiquetas: ,

sábado, agosto 08, 2009

Eusébio Cup


Para recordar O Rei Eusébio:

video

terça-feira, agosto 04, 2009

Aviso à navegação

Estamos todos com fé, a equipa tem sabido merecer a confiança, mas convém recordar que não passa disso, silly season...

A doer nunca será a mesma coisa. Basta recordar que foi sempre mais difícil jogar contra o Olhanense e o Guimarães que o foi contra o Ajax e o Shaktar.

O campeonato português é sempre mais difícil para o Benfica devido à intensidade colocada em campo pelos adversários contra nós e o habitual descanso contra os adversários. Daí que não valorizo muito as saídas de Lucho (um jogador que admiro muito) e Lizandro. O porto continua com uma boa equipa e toda a gente sabe que no campeonato interno terá sempre mais facilidades que nós.

Até porque tem sempre uma tranquilidade anormal na sua preparação e nas suas movimentações. Ninguém lhes liga, não há alarido. Vendem Lucho por 18M e quase não se fala nisso. Vendem o ibson e não informam a CMVM e nada de multas. Podem fazer a pré-época que fizerem, ninguém lhes cobra. Essa tranquilidade dá jeito na hora de preparar a equipa.
E, sem pudores, a equipa do porto nunca será fraca, não tenhamos ilusões.

Este excerto do jogodirecto diz tudo sobre as nossas euforias, subestimamos sempre os adversários, com tudo o que isso implica:

Concorrência interna
Um dos erros típicos dos adeptos (e não só...) é olharem para o rendimento das suas equipas de uma forma absoluta e não relativa. Se é verdade que cada equipa apenas depende de si própria para vencer o campeonato, também é um facto que a competição não é propriamente um contra relógio. Ou seja, se houver 3 equipas boas nesta liga, uma delas não ficará seguramente nos 2 primeiros lugares. Será que por isso é “menos boa”? Naturalmente que não.
Ganhar o campeonato em 09/10 prevê-se uma tarefa muito difícil e decidida no pormenor. Por um lado, o nível das equipas de meio/fim da tabela é cada vez menor (apesar de muitos continuarem a não querer ver). Por outro, o registo pontual de Porto e, mais espaçadamente, Sporting, tem sido muito bom e será pouco prudente pensar que isso vai mudar este ano...


Vamos ter que estar em grande e sempre atentos esta época, e não cometer erros. A começar pela equipa que se encontra manietada de laterais. Para mim, além do César Peixoto trazia-se o João Pereira para ajudar a festa, dado que o Maxi lesionou-se e o Patric não tem estaleca. Não podemos ter falhas. Temos de actuar na hora.

O João Pereira é benfiquista e sempre deu o litro quando cá esteve. Com ele ganhámos 1 Taça, 1 Campeonato e 1 Supertaça. Fez uma execelente época também com o Jesus. Estamos à espera de quê?!?!?

Curta...

Por mim ao ir-se buscar o César Peixoto, aproveitava-se e trazia-se de volta o João Pereira que nunca de cá devería ter saído. Assim conseguiríamos colmatar a lesão de Maxi para iniciarmos bem o campeonato.

segunda-feira, agosto 03, 2009

Sinais do que nos espera...

Parar um contra-ataque nosso para dar um cartão amarelo ao adversário.
Nem vou falar dos foras-de-jogo, táctica mais habitual para nos pararem os ataques.

Temos de estar com os olhos especialmente abertos este ano. É ano de penta, não se facilita.
Ganhar a equipas portuguesas será sempre muito mais difícil, como foi possível ver com o Olhanense e o Guimarães, tal a intensidade e agressividade que colocam contra nós, com a diferença de este ano parecermos querer dar o troco.

Poderemos espetar 5 ao Real Madrid que será sempre mais difícil ganharmos ao Leixões. O que não quer dizer que não ganhemos.

2 golos a papel químico. Bom jogo.
Faltam 2 semanas para começar a doer. Temos de comparecer em peso.