terça-feira, julho 04, 2006

Deus é italiano... (parte II)


Na continuidade de um post anterior.
Afinal, não é à toa a proximidade do Vaticano a Roma.
Mais a sério, foi o pior resultado para Portugal. Se já o havia achado da vitória da França contra o Brasil, confirmo-o para a vitória da Itália.
Isto quer dizer que para Portugal ganhar o Mundial tem de derrotar as suas 2 bestas negras: a França e a Itália.
Missão quase impossível num mundial onde a tradição tem prevalecido, senão vejamos:
- a Argentina nunca ganhou em penáltis - quando dependeu dessa situação, perdeu
- a Alemanha nunca perdeu em penáltis - quando dependeu dessa situação, ganhou
- Brasil nos últimos anos perdeu sempre que encontrou franceses pela frente - confirmou-se
- a Itália ganhou sempre que encontrou a Alemanha em fases finais - idem
- a Espanha parece sempre forte, desilude sempre - mais uma vez
- os árbitros nos Mundiais fazem burrada atráz de burrada - idem
- Portugal nos últimos 20 anos ganhou sempre à Inglaterra - ibidem
- Inglaterra nunca ganha aos penáltis em fases finais - confirma-se
- Portugal nos últimos 20 anos raramente perdeu com a Holanda - também

Resta saber se os nossos jogadores conseguem motivação para fazer face à tradição.
Espero bem que sim, mas reitero que é uma missão hiper-difícil, pelo que não os censuro se perderem. Até porque da mesma forma que considerava Portugal sempre mais forte do que a Inglaterra, havendo sempre a possibilidade de um desaire devido a brio, orgulho e motivação extra, o mesmo se aplica no que a Portugal e França diz respeito. Considero, sem pejo, que a França tem melhor plantel do que Portugal, tendo sido sempre melhor equipa; no entanto, acredito que Portugal num dia sim tem possibilidades de ganhar à França.

Mas não haja dúvidas: a França é um peso pesado mundial. E a Itália ainda mais respeito mete.

Força!

6 Comments:

At 2:49 da manhã, Blogger Ricardo Levy said...

Realmente não será fácil para Portugal
Acredito q a equipe de Felipão passe pela França, mas a final acho complicado apostar em alguém. A Itália chega com força a essa decisão.

http://www.diletra-nacopa.blogspot.com/

 
At 9:31 da manhã, Blogger Emanuel said...

Antes de vir aqui consultar o teu blog , estava a pensar exactamente nesta história da tradição e realmente...a coisa vai ser complicada. Eu tb tentei encontrar a mínima tradição q tivesse sido quebrada neste Mundial e...nada. As tradições mantiveram-se sempre. No entanto, nesta história de tradições, nem tudo é bem tradição. Afinal de contas Portugal nunca foi derrotado pela França nem pela Itália em fases finais de mundiais, pq nunca se encontraram. Pode ser q o jogo de hoje seja o início duma tradição favorável a Portugal. Embora difícil, um jogo de sonho de cada um dos intervenientes portugueses poderá levar Portugal à final. Força Portugal!

 
At 9:55 da manhã, Blogger Emanuel said...

para nâo fugir à regra o jogo de ontem foi demasiado táctico com as duas equipas a encaixarem perfeitamente uma na outra. Valeu pelo prolongamento, qdo os italianos resolveram dar uma sacudidela no sentido de evitarem os penalties, onde sabem q teriam poucas oportunidades de ganhar. E... por isso foram um justo vencedor.
Hoje Portugal tem hipóteses de brilhar. Se PT ganhar a França, mesmo q perca na final, para mim já será um gde feito. Assim calamos duma vez por todas os franceses, arrogantes com manias de superioridade.

 
At 2:57 da tarde, Blogger dezazucr said...

Mesmo muito táctico, a Itália mostrou-se mais forte. Aliás a Itália já não é em termos de selecção (e não é de hoje), uma equipa que só espera o erro do adversário. Isso viu-se pela forma mais pressionante e mais autoritária como encarou o jogo. A primeira parte foi exemplo disso, com algum equilíbrio na segunda. No prolongamento entrou novamente melhor a Itália, com duas bolas aos ferros.
É muito difícil de bater, e convém lembrar que vêm de 19 jogos sem derrotas.

 
At 4:08 da tarde, Blogger Pedro said...

Fui só eu q fiquei com a impressão q a Itália jogou muito no pontapé para a frente?
Era cada charuto do Totti...parecia a Inglaterra de antigamente.

 
At 5:53 da tarde, Blogger dezazucr said...

por acaso houve uma parte do jogo que a itália optou pelo futebol directo, a tentar desmarcar o lucatoni, sempre tentando apanhar a defesa alemã distraída.

 

Enviar um comentário

<< Home