terça-feira, julho 13, 2010

Aimar

Sim, Aimar. Não é o Gaitan, nem o Roberto nem o Jara. Aimar.

Fixei o Aimar. Independentemente dos golos, Aimar está diferente. Temos visto um Aimar com muita mais vontade, com muito mais raiva, com muito mais disponibilidade. O mesmo requinte técnico, mas mais nervo. Basta ver os 2 cartões amarelos que levou nos 2 jogos anteriores para se perceber que Aimar começou a época com outra disposição.

Os grandes jogadores têm orgulho. E o de Aimar está ferido, ou não tivesse ele perdido a corrida no sprint final com Carlos Martins, acabando este último o campeonato a titular em detrimento dele.

Os grandes jogadores têm orgulho.

Não terá sido à toa que Pablo Aimar veio uma semana mais cedo preparar a sua pré-época, numa tentativa de ele próprio partir à frente e fintar os constantes problemas físicos que o atormentaram nos últimos anos e que impediram a sua regularidade.
Até aí se nota o seu orgulho e vontade de provar que tudo está diferente. Basta reparar na forma como se faz às bolas, com uma garra que antes não viamos tão incisiva.

Aos 30 anos, com muita experiência acumulada, ele bem sabe que a exigência na Champions aumenta e é bem superior a uma Taça Uefa, já para não falar deste campeonatozinho do canto da Europa. Aimar sabe que terá de subir muito este ano. E tem feito por isso. E tem mostrado serviço.

Hoje fez mais um bom jogo. Que só não é melhor porque todos ainda estão pesados, limitando os automatismos que se quer desta equipa.

Aimar quer mais. Nós também.

Aimar é um jogador diferente de todos. Como era o Rui. Como vejo o Ronaldinho. Com muitos requintes individuais, mas como um extra para a equipa. E curioso que a mesma razão que via para trazermos o Ronaldinho parece-me que o Jesus referia-se a ele quando falava em oportunidades perdidas, o orgulho, a vontade de se provar ainda vivo, poderá empurrar Aimar para uma grande época.

Os grandes jogadores têm orgulho.

Por diversas vezes este ano discuti com um amigo meu (brasileiro por sinal) em que ele dizia que o Aimar não era um 10 para uma equipa grande. Porque era jogador de só uma parte, de 30/40 minutos, que depois se esgotava.

Julgo que Aimar quer provar o contrário. Por mim excelente. Ganha o Benfica.

Os jogadores que continuo a apreciar mais neste Benfica são Aimar e Saviola. Basta ver que sempre que não estão ou são substituidos, o jogo não é o mesmo, perde o charme. E eu que sempre os apreciei. Sonhei, mas não esperava vê-los no meu Benfica.
Saber que Aimar está a fazer um esforço extra para dar de si a este Benfica é um bálsamo.

E com isto tudo, o Benfica voltou a Carregar!

Agora só sábado. Aguardemos pelos próximos capítulos.

PS: Gosto do Kardec, faz-se. E o Gaitan vai cativando. Jara parece claramente desenquadrado do resto da equipa - é suposto fazeres jogadas com o resto do pessoal, que isto é o Benfica, não é o Sarandi para resolveres tudo sozinho!!

Etiquetas: ,

8 Comments:

At 11:17 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Se se confirmasse era um espectáculo.

Mas sinceramente, não me importo de ter o Aimar a meio tempo que tivemos o ano passado.

Além disso o Carlos Martins é português. A ganhar alguém nessa luta pela titularidade prefiro o Carlos.

 
At 11:27 da tarde, Blogger dezazucr said...

Não Anónimo, quem ganha é o Benfica. Jesus saberá gerir esses egos e para nós tanto melhor que se degladiem em campo para ver quem mais produz.

Quando mais bons jogadores o Benfica tiver melhor. E se eles quiserem provar algo, melhor ainda.

E no fim, meu caro, que Ganha o Benfica!!!!

 
At 12:04 da manhã, Blogger Manuel Oliveira said...

Dezazucr, por não ter o teu blog na minha blogroll raramente tenho vindo aqui.
Hoje por ver mais um comentário teu lá no meu blog e com o link é que soube qual era o teu blog.
Vejo que o meu está aqui, só que com um erro, é Manuel e não Manel, se bem que não seja nada grave, eheheheheh!
Vou linkar o teu, OK?
E já agora vamos também seguir os blogues um do outro.

Ah, já me esqueci de comentar. Aimar realmente está a ser o maestro nesta pré-época. Oxalá não apareçam problemas físicos pois precisamos muito da sua magia.
Abraço glorioso.

 
At 10:35 da manhã, Blogger PB said...

tb tenho de adicionar o blog! Bom texto.

 
At 3:40 da tarde, Blogger Pedro said...

Deza vais-me desculpar mas colocar, pelos motivos que colocaste, Aimar na mesma frase que Ronaldinho não faz qqr sentido. Basta ver as fotos das férias do brasileiro para se perceber que o ex melhor do mundo está-se a "cagar" para o futebol....aquela barriga é inaceitável num jogador de futebol de alta competição. A garra e nervo que se vê no Mago Aimar não existe no corpo de Ronaldinho e o facto de ir para o Flamengo é prova disso.

 
At 4:14 da tarde, Blogger Bin Laden said...

Ideologicamente, vocês já estão a comer 7 a 1!

http://sporting74.blogspot.com

 
At 9:04 da tarde, Blogger Bimbosfera said...

Belo texto. Aliás, só mudava uma coisa, o título, ou pelo menos acrescentava-lhe a frase que repetiste várias vezes ao longo do mesmo, de resto... 5 Estrelas, as que vamos ter na camisola daqui a uns tempos. Para lá caminhamos.

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

 
At 2:55 da tarde, Blogger sloml said...

Concordo plenamente. Parece-me que o Aimar está mais motivado pelo facto de poder mostrar-se este ano na Champions. Espero sinceramente que seja o ano dele. Isso significaria, sem sombra de dúvidas, (mais) um grande ano do Benfica.

 

Enviar um comentário

<< Home